Ecossistema produtivo e rentável de antecipação de recebíveis | Volaree Capital

Blog

4 Pilares para a boa saúde financeira da sua empresa

Manter a boa saúde financeira de uma empresa é um dos alicerces do negócio. Você que é empresário ou gestor financeiro já deve ter se perguntado sobre como manter a saúde financeira de um empreendimento, principalmente diante de cenários econômicos mais complexos.

Uma empresa bem estruturada financeira e estrategicamente é capaz de lidar com quaisquer desafios que possam ocorrer.

Se você deseja conhecer os principais pilares para o bem-estar financeiro de uma empresa, acompanhe esta leitura.

 

O bem-estar financeiro de uma empresa

O bem-estar financeiro de uma empresa envolve uma gestão apropriada e eficaz. O ponto essencial é entender que esse fator compreende um plano de ação que abrange todas as partes do negócio. Nada mais é do que um olhar sistêmico da organização, conhecendo as necessidades de clientes, fornecedores e dos colaboradores. É um conjunto de aspectos que fará com que sua empresa colha bons frutos.

 

Como vai a saúde financeira do seu negócio?

Se deseja promover um crescimento sustentável, essa é uma pergunta que deve ser recorrentemente feita. Seja uma pequena, média ou grande empresa, uma das preocupações mais relevantes é assegurar o bem-estar financeiro do seu negócio. É necessário realizar a análise de todo o cenário, tendo em vista que a saúde das finanças é consequência de diversas práticas que são aplicadas em um empreendimento. Uma avaliação detalhada e correta possibilita suporte em momentos de crise que, por vezes, demandam adaptação.

 

Conheça os Pilares para o bem-estar financeiro de uma empresa

Compreender alguns pilares para o bem-estar financeiro pode ajudar uma empresa em diversos momentos. A seguir, você conhecerá 4 passos para aumentar o bem-estar financeiro da sua empresa.

 

1. Elaboração de um bom planejamento financeiro

Esse é o primeiro passo para assegurar o bem-estar financeiro de um negócio. Nesse sentido, estar alerta aos custos fixos e variáveis da empresa, margens, resultados brutos e líquidos é um processo que merece destaque e total atenção, uma vez que, para alcançar a liquidez necessária, é preciso planejar o seu capital de giro. O planejamento consiste em estabelecer objetivos a serem cumpridos e designar metas para alcançá-los. Um bom planejamento facilita a gestão, aprimora o controle apropriado das finanças e viabiliza a adaptação da empresa diante de instabilidades do mercado financeiro. Se não têm o hábito de promover e ler suas Demonstrações de Resultados (DRE), Balanço, Fluxos entre outros informativos, atenção, você pode estar com a visão equivocada do seu negócio.

 

2. Desenvolvimento de projeção orçamentária anual

Projetar as receitas e despesas é fundamental. Essa é uma maneira de estabelecer uma forma para alcançar objetivos e cumprir metas financeiras prioritárias. A projeção orçamentária deve ser baseada na estruturação dos preços aplicados aos serviços prestados pela organização ou produtos comercializados. Investimentos necessários para alcançar novos patamares de faturamento devem estar bem alinhados aos objetivos. Deve-se também ter um bom componente de ambição, exigindo, no momento do planejamento, que a empresa cresça com novos clientes e contratos, aumentando o faturamento, independente de indexações dos contratos já existentes. Ou seja, fazer mais, melhor e de forma otimizada.

 

3. Controle mensal das finanças

O controle mensal das finanças deve vir seguido da projeção orçamentária anual. É um acompanhamento que facilita para o gestor – antecipadamente – a identificação e correção de possíveis falhas do planejamento. A obtenção de soluções de maneira rápida diminui o impacto dessas falhas em médio e longo prazo. Uma boa dica é separar as áreas da sua empresa, não importa o tamanho dela, em centrais de custos. Assim você pode alocar despesas, como por exemplo insumos de escritório, nas diversas áreas da empresa, ter uma visão assertiva de qual área tem o maior gasto com esse item e entender se isso está diretamente ligado ao tamanho do setor ou se existem oportunidades de economia.

 

4. Consideração de opções de financiamento e crédito

A manutenção, atualização ou expansão de qualquer negócio exige recursos. Esses recursos devem ter como fonte primária a própria operação, mas nem sempre os projetos são suportados por essa entrada de recursos. Nessa hora opções de financiamento e crédito são boas alternativas. Não tenha medo do endividamento, aprenda a controlá-lo e terá uma boa ferramenta de expansão à sua disposição. Mas lembre-se: para isso é preciso um bom planejamento. Para quem precisa de crédito e tem encontrado dificuldades no que diz respeito ao capital de giro e gerenciamento de fornecedores, a antecipação de recebíveis é uma excelente alternativa. Ela permite às empresas adiantarem os recebimentos de suas vendas, e isso pode ser feito de maneira simples com especialistas na operação, como os da Volaree Capital.

 

Comunique de forma clara e construtiva os resultados

As empresas devem compartilhar com seus colaboradores a performance daquilo que eles ajudaram a construir enquanto metas e depois quando realizado. Crie um painel sintético onde seja possível que as áreas, individualmente e de forma coletiva, possam identificar os indicadores. Essa prática cria o senso de “pertencimento” onde todos passam a ficar vigilantes com o resultado da empresa. Se houver dificuldades na interpretação dos colaboradores nesse mundo dos resultados financeiros, promova, de forma sistemática, políticas de educação voltadas para este tema. Além de ajudar a empresa no engajamento, ajuda as pessoas na construção de uma melhor capacidade intelectual para melhorar suas próprias finanças.

E claro, sendo possível, estabeleça políticas de remuneração por performance, os conhecidos programas de bonificação. Isso é mágico!

 

Acompanhamento da evolução, resultados e necessidade de ajustes na empresa

Não deixe de dar continuidade às ações e nem de abranger novos profissionais que tenham chegado posteriormente à empresa. Analisar a evolução e quais tem sido os resultados das ações propostas é importante. Verifique o comportamento dos colaboradores antes e após a implementação do projeto. Assim, é possível compreender novas necessidades e ajustes necessários para continuar garantindo o bem-estar financeiro de todas as partes desse conjunto.

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.